A Nova Economia da Informação

. Início do Blog . A Nova Economia da Informação
05

Jun 2019

A Nova Economia da Informação e as transformações causadas pela Internet

A Nova Economia da Informação e as transformações causadas pela Internet

Uma série de mudanças com profundo impacto nos negócios e na sociedade.

A conjunção da tecnologia da Internet junto a aceleração da mudança tecnológica nos computadores e nas telecomunicações (com marco inicial em 1995) formam a Nova Economia.

Ela é definida como a maneira pela qual o conjunto de recursos tecnológicos criados para compartilhar e utilizar informações que transformem as definições de negócio e indústria, assim como sua vantagem competitiva.

O termo "informação" na Nova Economia é bastante abrangente, já que qualquer coisa pode ser digitalizada. Sendo assim, resultados de campeonatos esportivos, livros, bases de dados, revistas, filmes, entre outros disponíveis nas páginas da web são todos bens de informação.

E, numa visão estratégica, a Internet vem definindo uma série de mudanças com profundo impacto nos negócios e na sociedade através dos processos de:

  • Melhoria incremental: nesse estágio, o usuário de uma nova tecnologia começa a experimentá-la através da conversão de processos que já existam, para um formato adaptado à nova tecnologia. As organizações ainda estão nesse processo, convertendo atividades conhecidas para a web. Isso faz com que diferentes processos sejam melhorados para uma consequente redução de custos de transação para as empresas, por exemplo;

  • Transformação estratégica: se dá quando as empresas compreendem como a Internet pode melhorar a maneira como elas realizam o seu trabalho, descobrindo como criar novos negócios dentro do mundo virtual. Nessa etapa, o fluxo de bens e serviços é mais acelerado, levando a redução dos tempos dos ciclos das indústrias;

  • Globalização: aqui, as empresas iniciam processos de concorrência de matéria primas em sites, por exemplo A globalização já ocorre nas indústrias mais avançadas na adoção da Internet, como no caso da Amazon.com, na indústria de livros – embora a empresa venda outros produtos, este viu uma alteração nos padrões da indústria, pois nele se atingiu uma massa crítica que modificou os paradigmas tradicionais.


Muito se questiona sobre a Nova Economia – se é a Internet que causou uma revolução, ou foi apenas um novo canal de distribuição. De fato, ela é um mercado, um sistema de informações, e uma ferramenta para a produção de bens e serviços.

A Internet, para os antigos modelos estratégicos, identifica algumas razões que confirmam a existência de uma Nova Economia, como a nova infraestrutura para a criação de riqueza; novos modelos de negócio; fonte de valor, propriedade da riqueza; novos modelos educacionais e novas instituições; nova governança.

 

O excesso de informação e os dispositivos de busca

Há uma enorme preocupação com o excesso de informação versus a capacidade de assimilação do homem – o que dá origem a Economia da Atenção.

Isso significa que cada cidadão tem uma quantidade definida de atenção ao longo do dia, para diferentes atividades, que a informação consome a atenção, e que o indivíduo deve selecionar quais as informações merecem o seu direcionamento.

A quantidade de informações disponibilizadas na Internet ocasiona o aumento da oferta de produtos e serviços, e a avalanche de dados que, muitas vezes, não possuem credibilidade. Isso também faz com que a informação disponibilizada pela Internet colida com uma mesma e fixa quantidade de tempo disponível de cada usuário similar.

Por isso, o meio virtual anda substituindo outras formas de entretenimento ou de busca de informações confiável, por exemplo.


 

No próximo artigo vamos conhecer sobre o impacto da tecnologia no Ramo farmacêutico.


Consulte nossos preços de Equipamentos farmacêuticos:

Consulte a Mondragon , fale agora (11) 2972-3398 ou chame no WhatsApp (11) 9-4570-6177 - (11) 9-4392-2742

Estamos ao seu dispor.

 

Comente no Facebook

Envie seu comentário para a Mondragon